22°C 30°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Celulares roubados no Ceará receberão mensagens para devolução

Mensagens solicitarão devolução voluntária dos aparelhos na delegacia

03/04/2024 às 16h08 Atualizada em 04/04/2024 às 01h30
Por: Thiago Rodrigues Fonte: O POVO
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

Os usuários de celulares que utilizam equipamentos roubados ou furtados receberão, a partir desta terça-feira, 2, mensagens de texto da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) solicitando a devolução voluntária dos aparelhos. A medida faz parte da operação permanente da PC-CE “Meu Celular”. A ação é realizada em parceria com as operadoras de telefonia móvel, o Poder Judiciário e o Ministério Público do Ceará (MPCE).

De acordo com o governador Elmano de Freitas, a identificação do aparelho e de dados da pessoa que o utiliza é feita a partir do número de Identificação Internacional de Equipamento Móvel (IMEI), além de outras informações.

As mensagens enviadas solicitarão a devolução voluntária do aparelho na antiga sede da Delegacia Geral de Polícia Civil, na Praça do Rosário, no Centro de Fortaleza — esse será o único local onde a devolução dos aparelhos será feita. Em seguida, os profissionais da Polícia Civil abrirão inquéritos para investigar e encontrar os locais que realizam a venda desses celulares roubados.

“Tem gente que adquire esse celular de quem praticou o furto e o roubo e busca revender e revende esse celular roubado e furtado. A operadora aceita o chip e a pessoa que comprou esse celular, muitas vezes, não sabe que esse celular é resultado de um furto ou de um roubo. O fato é que nós temos a informação pelo IMEI de que esse celular está sendo usado, tem um novo número. Nós temos o dado da pessoa e o cadastro da pessoa que usa”, afirmou o governador.

Caso a devolução voluntária não seja feita após a intimação, o governador destacou que a Polícia poderá localizar o usuário para que o aparelho seja devolvido. A partir disso, dependendo da situação, a pessoa poderá responder por roubo, furto ou receptação.

“Nós precisamos pedir autorização judicial para que o juiz autorize que a Polícia Civil encontre essa pessoa e peça para que ela devolva o celular. Ou devolva porque ela vai receber uma comunicação para devolver, ou porque vai ter uma operação de busca e apreensão na sua casa para devolver o celular […] Isso nos permitirá a investigação de toda a cadeia que nós temos hoje no Estado de verdadeiras quadrilhas envolvidas com furto e roubo de celular”, enfatizou.

Além da operação, os cidadãos contam com a plataforma Meu Celular, lançada nesta terça-feira, 2. A ferramenta “Meu Celular” vai funcionar com uma base dados de celulares roubados a partir de 2023. Segundo Samuel Elânio, os usuários também poderão cadastrar os celulares no site a partir do momento da compra de seus aparelhos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade