21°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Polícia apreendeu mais de R$ 90 mil em espécie na casa de 'Vaqueiro', chefe de facção que atua em vaquejadas

Homem conhecido como 'Vaqueiro' é apontado como chefe de um grupo criminoso de origem paulista que praticava lavagem de dinheiro no Ceará.

06/06/2024 às 10h36
Por: Raflézia Sousa Fonte: G1 Ceará
Compartilhe:
Ficco-CE/ Divulgação
Ficco-CE/ Divulgação

A polícia apreendeu mais de R$ 90 mil em espécie, joias e carros de luxo na casa de um homem conhecido como "Vaqueiro", apontado como chefe de um grupo criminoso de origem paulista, que reside em um condomínio de luxo no Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A ação que levou as apreensões faz parte da operação “Pista Fria”, realizada nesta quarta-feira (5), que teve como alvo "Vaqueiro" e outros membros da organização criminosa suspeita de lavagem de dinheiro em território cearense.

Ficco-CE/ Divulgação

Segundo a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Ceará (Ficco), "Vaqueiro" teria vindo de São Paulo para coordenar o tráfico internacional de drogas que passa pelo Ceará e atuaria na lavagem de dinheiro.

Aqui no Ceará, o homem costumava participar de vaquejadas e gostava de ostentar nos eventos. Inclusive, o nome da operação faz referência a atividade, pois "pista fria" é um termo dado a área da vaquejada quando ela já está pronta para o início dos trabalhos.

Ficco-CE/ Divulgação
"Agora a gente vai analisar tudo que foi coletado no dia de hoje , não só esses bens de valores, como documentos, aparelhos celulares e eletrônicos para que as investigações continuem e a gente possa chegar no maior número de pessoas envolvidas nesse esquema de lavagem de dinheiro", disse Paulo Renato, delegado da Polícia Civil do Ceará que participou da operação.

Foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão em cinco estados e no Distrito Federal, nas cidades de Fortaleza, Eusébio, Cascavel, Pereiro, no Ceará; Salvador (BA), Cotia (SP), Castanhal (PA), Francisco Dantas (RN) e Brasília (DF). Durante a ação, também foram realizados o sequestro de 32 veículos, além do bloqueio de contas bancárias atribuídas aos investigados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade