21°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Filho mata a mãe espancada e conta a policiais que agiu por ordem de 'santo'

A idosa, de 80, sofreu traumatismo craniano e politrauma.

07/06/2024 às 09h54
Por: Rita de Cássia Fonte: G1
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um homem, de 46 anos, foi preso em flagrante suspeito de matar a própria mãe, de 80, em Bertioga, no litoral de São Paulo. A idosa foi internada com traumatismo craniano e politrauma na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Guarujá (SP), mas não resistiu. Conforme apurado nesta sexta-feira (7), o filho disse à polícia ter atacado a familiar por ordem de um 'santo'.

O crime aconteceu na Rua Emancipador Diney Lira, no bairro Indaiá. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), o homem estava 'alterado' quando invadiu a casa da mãe e a espancou. Ele morava em uma edícula nos fundos da residência.

Dois vizinhos, um homem e uma mulher, relataram à polícia terem ouvido a idosa gritando por socorro. "Ai minha cabeça", berrava ela. Do lado de fora da casa, o homem gritou que iria "dar tiro" no agressor, na tentativa de fazê-lo parar o ataque contra a mãe, enquanto acionava a PM.

Conforme registrado no boletim de ocorrência, o vizinho arrebentou o portão e, junto com a mulher, entrou na casa da idosa. Eles imobilizaram o suspeito e amarraram os pés e mãos dele até a chegada da Polícia Militar.

No BO, a corporação reforçou que o agressor estava alterado, falando coisas sem nexo, quando revelou ter agredido a mãe por ordem de um 'santo'.

De acordo com a SSP-SP, o caso foi registrado como dano, violência doméstica, ameaça, tentativa de feminicídio e comunicação de óbito pela Delegacia de Bertioga.

Além da polícia, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer a idosa. A vítima foi encaminhada ao Hospital de Bertioga e, em seguida, transferida para o Hospital Santo Amaro (HSA), em Guarujá.

Desde a data do crime, que aconteceu no último sábado (1º), a vítima permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HSA com quadro de politrauma e traumatismo craniano. Ela morreu na unidade de saúde na terça-feira (4).

Publicidade
Publicidade
Publicidade