21°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Justiça solta quatro policiais suspeitos de participar de morte de enfermeira no Ceará

Os PMs teriam realizado buscas pelo nome da vítima nos sistemas de consultas policiais

08/06/2024 às 11h01 Atualizada em 08/06/2024 às 11h09
Por: Josyvânia Monteiro Fonte: gcmais
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Justiça do Ceará, por meio da 5ª Vara do Júri, soltou nesta sexta-feira (7) os quatro policiais militares presos temporariamente por suspeita de participação na morte da enfermeira Jandra Mayandra da Silva Soares, em crime ocorrido no dia 15 de maio no bairro Pirambu, em Fortaleza.

O pedido de soltura partiu da Delegacia de Assuntos Internos (DAI), da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD). Os PMs teriam realizado buscas pelo nome da vítima nos sistemas de consultas policiais.

Contudo, em depoimento, os PMs afirmaram ou ter pesquisado o nome de Jandra somente após o crime ou que sequer lembravam de feito a referida consulta.

No final da tarde desta sexta-feira (7), a Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Cotic) constatou por meio de ofício, que os policiais haviam feito consultas em horários distintos dos que tinha sido informados anteriormente.

Os quatro policiais tinha sido presos na quinta-feira (6) por causa de um mandado de prisão, busca e apreensão. 

A enfermeira Jandra Mayandra foi morta a tiros enquanto trafegava em seu veículo pela Avenida Leste-Oeste, no dia 15 de maio. Inicialmente, a versão era de que o crime teria sido motivado por uma briga de trânsito.

Entretanto a hipótese foi descartada posteriormente após ser constatado que a moto usada pelo assassino estava com a placa encoberta.

A vítima já havia feito o registro de um boletim de ocorrência pelo crime de ameaça. O crime portanto teria sido praticado por uma funcionária com quem ela tinha trabalhado que a responsabilizava pelo desligamento de uma unidade de saúde em Sobral.

Publicidade
Publicidade
Publicidade