22°C 27°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Cenário político em Santa Quitéria se aquece com indefinições e estratégias para eleições municipais

Os bastidores se agitam com especulações e articulações, onde os nomes dos possíveis candidatos começam a circular, em meio as pesquisas e sondagens que invadem o município semanalmente

18/01/2024 às 14h02 Atualizada em 18/01/2024 às 14h07
Por: Thiago Rodrigues
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Com a chegada do ano eleitoral em Santa Quitéria, as engrenagens políticas começaram a se movimentar assim que o calendário virou. Os bastidores se agitam com especulações e articulações, onde os nomes dos possíveis candidatos começam a circular, em meio as pesquisas e sondagens que invadem o município semanalmente para medir suas viabilidades. Contudo, para a população, o cenário ainda se apresenta como uma incógnita, marcado pela indefinição e dúvidas que permeiam os diferentes grupos políticos.

A prefeita interina, Lígia Protásio, tem mantido um perfil de discrição em relação à sua possível reeleição. Publicamente, a gestora não se pronunciou sobre o assunto, deixando as especulações no ar. Nos bastidores, a expectativa é de que ela tome uma decisão definitiva a partir de abril, momento em que o desfecho do imbróglio judicial que a conduziu ao cargo será conhecido. Além disso, surgem dúvidas sobre seu futuro partidário, com a possibilidade de migrar do Progressistas para o PT ou até mesmo considerar o Republicanos como segunda opção.

Seu principal adversário é quem está fora da cadeira. Braguinha, no comando do PSB, enfrenta a dificuldade, há meses, de retornar ao comando da Prefeitura, porém promete novas investidas em instâncias superiores da Justiça. O tempo parece ser um fator que fragiliza sua posição, levando dúvidas aos eleitores sobre sua capacidade de concorrer ao pleito, algo que está assegurado até o momento. Para isto, tem feito visitas e conversado com vereadores e lideranças, na sede e no interior, visando demonstrar força e não perder o capital político conquistado. Seu filho, Joel Barroso, presidente da Câmara, surge como possível "plano B".

Tendo ocupado o Paço Municipal por quatro vezes, Tomás Figueiredo também se movimenta na pré-candidatura de oposição, embora três fatores recentes levantem questionamentos: a escolha do partido, entre MDB de Eunício Oliveira ou União Brasil de Capitão Wagner; o julgamento das contas de governo na Câmara Municipal e a possibilidade de lançar seu filho, Tomás Filho, como cabeça de chapa, são elementos que mantêm em suspense. Enquanto não se manifesta oficialmente, Figueiredo continua suas visitações, principalmente na zona rural.

Aproveitando a brecha aberta, ressurge como opção e tentando criar capilaridade na pré-campanha, o empresário Agamenon Silva, hoje presidente municipal do Podemos, um dos partidos ligados ao senador Cid Gomes. Depois dos três principais, o ex-vereador tem sido um nome lembrado nas pesquisas. H do Povão tem percorrido trecho, dialogado com pretensos candidatos e busca competitividade para chegar ao páreo, apostando no discurso de “nova via” para o município. 

De certo, não deve demorar muito para que cada um comece a agir com estratégias mais robustas. Equipes de marketing eleitoral já estão contratadas para construir imagens e narrativas que visam garantir apoios e superar adversários. Outros pré-candidatos, como o ex-prefeito Fabiano Lobo (PSD), o empresário Marcelo Magalhães (sem partido), o suplente de vereador Valdemir Pé de Mola (PT) e o vereador Douglas Lira (PDT), também manifestam interesse de forma mais discreta.

O certo é que as disputas eleitorais em Santa Quitéria prometem momentos intensos e significativa participação popular. O início do ano é marcado por incertezas, mas à medida que as estratégias se consolidam, a expectativa é de um embate acirrado entre os candidatos e partidos na busca pelo voto do eleitorado quiteriense. O cenário está posto para um ano eleitoral quente e repleto de reviravoltas.

Eleições 2024
Sobre o blog/coluna
Página especial com a cobertura das Eleições 2024, onde acompanharemos de perto os acontecimentos políticos que moldarão o futuro da nossa cidade.
Ver notícias
Publicidade
Publicidade
Publicidade