22°C 30°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Justiça nega pedido de prisão de motorista de Porsche que provocou acidente com morte e fugiu

O caso foi registrado como homicídio doloso, lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e fuga de local de acidente

02/04/2024 às 14h24
Por: Josyvânia Monteiro Fonte: Diario do Nordeste
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Justiça negou o pedido de prisão temporária do empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, segundo informou a Polícia Civil. Ele é acusado de dirigir um Porsche em alta velocidade e bater na traseira de outro veículo em São Paulo, causando a morte do motorista Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos, na madrugada do domingo (31). 

Segundo informações do Uol, a Justiça entendeu que faltaram evidências para uma prisão temporária. A defesa do empresário diz ser prematuro julgar as causas do acidente, e defende que suposições não devem ser realizadas, já que os laudos periciais não foram concluídos. 

Fernando se apresentou à polícia nesta segunda-feira (1º), mais de 36 horas após o acidente. Após a colisão, ele havia fugido do local com a ajuda da mãe. 

O caso, investigado pelo 30º DP, foi registrado como homicídio doloso, lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e fuga de local de acidente.

A polícia também investiga se Fernando ingeriu bebida alcoólica antes do acidente. Para isso, vai rastrear a comanda de consumo do empresário na casa noturna onde ele esteve.

Um amigo de Fernando Filho, que era passageiro no Porsche, também será ouvido no inquérito. Devido ao acidente, ele continua hospitalizado e não teve condições de depor.

Publicidade
Publicidade
Publicidade