21°C 32°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Mulher é presa por stalking após perseguir médico durante 5 anos

A mulher foi apreendida na última quarta-feira (8).

11/05/2024 às 08h28
Por: Rita de Cássia Fonte: G1
Compartilhe:
Foto: Polícia civil
Foto: Polícia civil

Uma mulher foi presa pelo crime de 'stalking' contra um médico de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. Ela foi presa na quarta-feira (8) em uma universidade, em Uberlândia, onde cursa nutrição.

De acordo com a Polícia Civil, a mulher de 23 anos é investigada em um inquérito pelo crime. A suspeita era considerada foragida desde março de 2023.

A investigação apontou que ela era paciente do médico desde 2019 e o perseguia desde então, desenvolvendo um amor não correspondido por ele. Por conta da perseguição, o médico deixou de atendê-la.

No entanto, após interromper o vínculo com a paciente, as perseguições e ameaças aumentaram, fazendo com o que o médico e a esposa registrassem cerca de 30 boletins de ocorrência por ameaça, perturbação do sossego e trabalho, lesão corporal e extorsão.

Ainda segundo os investigadores, a 'stalker' enviava mensagens e fazia ligações para o médico constantemente, além de perseguir a vítima e a família, afetando-os psicologicamente.

Apesar de todos as ocorrências registradas, o mandado que resultou na prisão dela foi expedido devido pelo crime de roubo. A mulher roubou o telefone da mão da esposa do médico dentro da clínica dele.

Após o episódio, a mulher fugiu, mas continuou com as ameaças e ligações estava foragida desde então.

Antes de ser presa em Uberlândia, a suspeita foi detida em flagrante outras duas vezes, mas foi liberada pela Justiça mediante imposição de medidas cautelares que restringia que ela se aproximasse ou mantivesse contato com as vítimas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade