21°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Três prefeitos do Ceará foram afastados em investigações do MP somente neste maio

Operações ocorrem em meio à proximidade das eleições municipais. Pleito atualizará ou renovará comando de Prefeituras

24/05/2024 às 07h03
Por: Thiago Rodrigues Fonte: O POVO
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

Os municípios cearenses Amontada, Caridade e Crateús tiveram os prefeitos afastados em investigações deflagradas pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). Os três casos ocorreram somente neste mês de maio de 2024.

Entre as acusações que culminaram nos afastamentos estão suspeitas de crimes contra a administração pública, tais como peculato, fraude em licitações e irregularidades em contratos de serviços.

A turbulência na administração dessas cidades ocorre em meio à proximidade das eleições, marcada para o próximo outubro. A cinco meses do pleito que elegerá prefeitos e respectivos vices, além de vereadores, o órgão ministerial atua em prefeituras em que há suspeita de corrupção.

Amontada

Foi o terceiro município a ter o prefeito afastado neste maio. O chefe do Executivo municipal, Flávio Filho, foi afastado do cargo nesta quarta-feira, 22, juntamente com o pai, Flávio César Teixeira, que é secretário de Infraestrutura.

As suspeitas são de irregularidades na contratação de serviços de fornecimento de combustíveis e de limpeza pública pela Prefeitura de Amontada. Além da suspensão dos serviços públicos, o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos investigados.

Caridade

O presidente do TJCE, o desembargador Antônio Abelardo Benevides Moraes negou nesta semana pedido da prefeita de Caridade para retornar ao cargo. Por lá, Simone Tavares (PSB) foi afastada do comando do Executivo municipal no último dia 10 de maio.

Simone é suspeita da prática de peculato, fraude em licitações e outros crimes contra a administração pública de Caridade. As investigações do MPCE citam pagamentos de “vultosas quantias” para um posto de combustível em Fortaleza, sem qualquer procedimento licitatório e/ou dispensa que o justifiquem. Grande parte dessas despesas teriam sido autorizadas pelo gabinete da prefeita. Quem assumiu a chefia do município foi o presidente da Câmara, José Erivaldo (PDT), que é irmão da gestora afastada.

Crateús

Na última quinta-feira, 16, o prefeito Marcelo Machado (Solidariedade) foi afastado devido a supostas irregularidades na contratação de serviços de publicidade e locação de máquinas pesadas pelo Executivo municipal. Além do gestor, foram afastados os secretários municipais de Infraestrutura e de Comunicação Social e Relações Públicas.

Chorando, Machado desabafou alegando ter sido o "prefeito mais humilhado do Brasil" no governo de Camilo Santana (PT), hoje ministro da Educação. Em seu lugar, assumiu o vice Dr. Nenzé (PSB), que chegou a negar ter denunciado o prefeito nessa investigação.

Eleições 2024
Sobre o blog/coluna
Página especial com a cobertura das Eleições 2024, onde acompanharemos de perto os acontecimentos políticos que moldarão o futuro da nossa cidade.
Ver notícias
Publicidade
Publicidade
Publicidade