21°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Dois PMs têm armas roubadas e são amarrados e torturados por criminosos no Ceará

Um suspeito, que estava na posse do celular de uma das vítimas, foi preso em flagrante

26/05/2024 às 14h06 Atualizada em 27/05/2024 às 23h46
Por: Josyvânia Monteiro Fonte: Diario do Nordeste
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Dois policiais militares tiveram armas de fogo roubadas e foram amarrados e torturados psicologicamente, por criminosos, em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na noite da última sexta-feira (24). Um suspeito, que estava na posse do celular de uma das vítimas, foi preso em flagrante, minutos depois do crime.

Segundo uma fonte da Polícia Militar do Ceará (PMCE), de identidade preservada, um soldado PM e um cabo PM trafegavam em uma motocicleta, que apresentou um problema, em uma estrada carroçável, em Cascavel, por volta de 22h50.

Cinco homens encapuzados teriam abordado os policiais e subtraído duas pistolas Ponto 40, com dois carregadores e um total de 30 munições - armamento pertencentes à PMCE - além dos celulares das vítimas e a identidade funcional de um deles.

Ao perceberem que as vítimas eram PMs, os suspeitos teriam os levado para um matagal. Lá, os militares teriam sido amarrados e torturados psicologicamente.

Depois de alguns minutos, os policiais conseguiram se libertar e procuraram ajuda. Uma equipe do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) foi acionada.

Os policiais conseguiram rastrear o celular de uma das vítimas e chegaram a um homem que estava na posse do aparelho. O suspeito foi preso em flagrante, no bairro Planalto Ayrton Senna, em Fortaleza.

A Polícia Militar do Ceará confirmou a ocorrência e a prisão do suspeito. "O suspeito foi apresentado no 13º Distrito Policial e autuado por roubo, após ser flagrado em posse de um smartphone pertencente a uma das vítimas", confirmou a Corporação, em nota.

O suspeito, identificado como Antônio Rafael Rocha do Nascimento, de 38 anos, já tinha passagens pela Polícia por furto qualificado (arrombamento), furto simples, tentativa de furto, roubo três vezes, dano duas vezes, sequestro, cárcere privado e por receptação.

"Diligências são realizadas a fim de identificar e localizar os demais envolvidos na ação criminosa. Denúncias podem ser feitas para os números 190, 181 (Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia", ressaltou a PMCE.

Publicidade
Publicidade
Publicidade