21°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Idoso é condenado a 31 anos de prisão pelo estupro da própria neta no Ceará; jovem gravou abusos como prova

A vítima, que tem 15 anos, morava com o avô há três anos. O tio e o tio-avô da vítima também foram sentenciados por tentativa de estupro.

08/06/2024 às 15h00
Por: Raflézia Sousa Fonte: G1 Ceará
Compartilhe:
Divulgação/SSPDS
Divulgação/SSPDS

Um idoso de 74 anos foi condenado a 31 anos e três meses de prisão pelo estupro da própria neta. O crime foi cometido de forma continuada pelo período de dois anos, até que a adolescente, atualmente com 15 anos, conseguiu filmar os atos e denunciar o caso.

A adolescente filmou o último estupro no dia 7 de julho de 2023, em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Além do réu, o tio e tio-avô da vítima foram sentenciados por tentativas de estupro cometidas contra a jovem. A decisão, da 1ª Vara de Cascavel, foi proferida nesta quinta-feira (6), menos de dez meses após a apresentação da denúncia.

Segundo a sentença, proferida pelo juiz Vinícius Rangel Gomes, titular da unidade de Cascavel, os elementos colhidos durante o inquérito policial e a instrução processual atestaram a conjunção carnal. O magistrado também destacou na decisão que a autoria foi provada por meio da “existência de registros de imagens e vídeos captados pela própria vítima”.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE), a adolescente declarou que, após a separação dos pais, foi morar na casa do avô. Foi quando o acusado passou a entrar de madrugada no quarto dela, obrigando a jovem a praticar relações sexuais. Os atos duraram dois anos, até a garota registrar com um celular as ações criminosas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade