20°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Deputados estaduais vão trabalhar de forma remota após incêndio na Assembleia Legislativa do Ceará

O presidente da Casa, Evandro Leitão, disse ainda que será lançado um edital de licitação para reforma do plenário

20/06/2024 às 19h18 Atualizada em 20/06/2024 às 19h26
Por: Thiago Rodrigues Fonte: G1 CE
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

Os deputados estaduais vão trabalhar de forma remota após o incêndio que atingiu a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, nesta quinta-feira (20). As chamas atingiram o Plenário 13 de Maio no começo da tarde.

O prédio foi evacuado imediatamente. O fogo foi controlado ainda no início da tarde, e algumas pessoas foram atendidas após inalar fumaça. "A Assembleia não vai parar. Nós iremos continuar de forma remota, pois estamos sem o nosso plenário. Não teremos nenhum tipo de problema", declarou o presidente da Casa, Evandro Leitão.

Ele lembrou que o expediente foi feito de maneira remota durante os momentos de isolamento social devido à pandemia de Covid-19.

Evandro Leitão falou ainda sobre o trabalho de reparo do prejuízo material no plenário. "Imediatamente, vamos iniciar a nova construção ou reforma. Já contactei a Procuradoria Jurídica da Casa, junto ao presidente da Comissão de Licitação, para que possamos imediatamente lançar um edital de licitação", disse.

O presidente da Assembleia Legislativa estimou um prazo máximo entre 90 e 120 dias para o retorno do trabalho presencial no plenário.

Uma pessoa foi atendida por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Segundo o tenente-coronel Giuliano Rocha, do Corpo de Bombeiros, o trabalho foi imediato devido à presença de uma companhia dentro da Assembleia. O fogo atingiu a estrutura do plenário e a área destinada à imprensa.

As equipes continuaram trabalhando no rescaldo. Equipes de perícia ainda não haviam recebido permissão para entrar no local para coletar informações sobre as causas do incêndio.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade