20°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Polícia Federal realiza operação de busca e apreensão contra ex-diretores da Americanas

Por ordem da Justiça Federal, foi determinado o bloqueio de bens e valores dos ex-diretores, ultrapassando R$ 500 milhões

27/06/2024 às 13h07
Por: Josyvânia Monteiro Fonte: O Povo
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF), em colaboração com o Ministério Público Federal (MPF), iniciou, nesta quinta-feira, 27, a Operação Disclosure contra ex-executivos da Americanas, incluindo o ex-CEO Miguel Gutierrez.

Por ordem da Justiça Federal, foi determinado o bloqueio de bens e valores dos ex-diretores, ultrapassando R$ 500 milhões. Os mandados foram expedidos pela 10ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Por volta das 12h26min, as ações ordinárias da Americanas na B3 caíam 2,50%, a R$ 0,39, acumulando queda de 82,43% nos últimos seis meses e de 85,71% no último ano.

Em nota, a Polícia Federal informou que, no decorrer da operação, cerca de 80 policiais federais cumpriram dois mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão nas residências de ex-diretores, localizadas na cidade carioca.

O Ministério Público informou que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) prestou apoio técnico durante a investigação.

As investigações levantaram evidências de que os ex-diretores participaram de fraudes contábeis através de operações de risco sacado, o que possibilitou que a empresa antecipasse pagamentos a fornecedores mediante empréstimos bancários.

Também foram detectadas irregularidades em contratos de verba de propaganda cooperada (VPC), incluindo a contabilização de VPCs que não existiam.

Ainda de acordo com informações do Ministério Público, há evidências que sugerem a ocorrência de crimes como manipulação de mercado, uso de informação privilegiada, formação de associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade