20°C 33°C
Santa Quitéria, CE
Publicidade

Opositores de Elmano sobem o tom frente à crise na segurança pública do Ceará

Maior parte dos comentários é relativa aos discursos do governador Elmano sobre a área e à quantidade de policias por viatura

23/06/2024 às 07h14
Por: Thiago Rodrigues Fonte: O POVO
Compartilhe:
Fco Fontenele, Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados e Fernanda Barros
Fco Fontenele, Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados e Fernanda Barros

Após onda de violência registrada em Fortaleza e Região Metropolitana, adversários políticos do governador Elmano de Freitas (PT) teceram críticas à gestão e exigiram providências. Ao todo, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), registrou 10 assassinatos em sete localidades entre às 18 horas da sexta-feira, 21, e às 3 horas do sábado, 22.

Um dos primeiros a se manifestar foi o ex-deputado e pré-candidato a prefeito de Fortaleza, Capitão Wagner (União Brasil). Ainda durante a noite da sexta, ele se dirigiu à sede da SSPDS, onde fez uma transmissão ao vivo comentando os casos e cobrando soluções.

Para ele, os homicídios foram “um recado muito claro do crime organizado para quem só tem discurso”. Em parte do vídeo, o postulante chega a afirmar que não adianta construir “prédio bonito e novo” para a pasta sem tomar outras iniciativas.

Segundo ele, "está muito claro o erro crasso cometido pelo comando da Polícia Militar com o aval do Governo do Estado". Wagner entende que "os bandidos estão se sentindo à vontade" no Estado e defende troca no comando da PM. "Se o comando não tem a humildade de reconhecer o seu erro e voltar atrás, a gente precisa ter um governador que diga: 'tá bom, comandante, dê licença! Deixa eu colocar outro aqui no seu lugar".

Apoiador da reeleição do prefeito José Sarto (PDT), o ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (PDT), também subiu o tom. "Governador, ao invés de notas inócuas e coletivas ensaiadas, reaja como um homem público que precisa estar verdadeiramente indignado, mas principalmente ser capaz de liderar e ter iniciativa concreta para proteger o nosso povo", desabafou RC.

Alinhado à direita, o deputado federal André Fernandes (PL), também se manifestou por vídeo nas redes sociais. Ele é outro nome que postula à sucessão de Sarto. "Fez fortes discursos, disse que o crime sairia do Ceará e eu pergunto, senhor governador, o que de fato está sendo feito para combater o crime no Estado do Ceará? Só discurso? Só falácia? Adianta, depois do crime ter acontecido, encher a rua de viatura, aliás, viaturas essas que agora só andam com dois policiais, antes eram quatro. O que é que vai resolver uma viatura com dois policiais?", questionou Fernandes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade